País

Hortense Martins apela à importância dos apoios à comunicação social regional

Diario Digital Castelo Branco | 2017-11-08 09:43:00

A deputada do PS Hortense Martins usou, durante a audição do ministro da Cultura no âmbito da discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2018, o caso do roubo do emissor e do recetor da rádio Cova da Beira, que se localizavam na serra da Gardunha, para sensibilizar a tutela para a importância dos apoios à comunicação social regional e local.

“A comunicação social regional e local tem uma importância essencial para o país, para o desenvolvimento regional e mesmo em termos de cidadania” afirmou a deputada.

Hortense Martins, eleita pelo círculo de Castelo Branco, alertou para a importância que a comunicação social tem para a população destas regiões. O papel desenvolvido quer por imprensa escrita, rádios e Centro Regional da RTP é relevante e de reconhecimento geral, no que concerne ao Desenvolvimento Regional e Local e mesmo em termos de Cidadania.

Luís Castro Mendes partilhou desta preocupação, garantindo a atenção do Governo à área da Comunicação Social Local e Regional, e no caso da Rádio Cova da Beira, o Ministério irá analisar em que medida poderá intervir para que a atividade deste órgão de comunicação social possa voltar à normalidade.

Durante a audição o Ministro informou que a proposta de Orçamento de Estado para 2018 prevê 4 milhões de euros para a área de apoios à Comunicação Social Regional e Local. E reconheceu que gostaria sempre que houvesse mais dinheiro para esta área de governação, não deixando de trabalhar para que assim seja.

A socialista cumprimentou ainda o ministro da Cultura por causa do programa Revive – Reabilitação, Património e Turismo, que “tem uma importância extraordinária em termos de reabilitação do património”.

Hortense Martins assinalou o facto de muitos dos edifícios são no Interior. Congratulamo-nos pelo facto de o Distrito de Castelo Branco estar abrangidos por este programa, com dois edifícios, que se situam no distrito o Colégio São Fiel em Louriçal do Campo Castelo Branco e a Casa de Marrocos localizada em Idanha a Nova. A deputada solicitou ao governante um ponto da situação deste programa, “que tem uma simbiose entre o turismo e a cultura e que tem uma fundamental importância para o reforço destas regiões”.


Publicidade
Meteorologia
Hoje
Amanhã
Noticias
Newsletter
Publicidade
Publicidade
© Diario Digital Castelo Branco 2017
Desenvolvido por citricweb.pt