Fim da Legislatura: PSD denuncia ineficácia da Secretaria de Estado de Castelo Branco e acusa interesse do aparelho político na sua formação

A Distrital do Partido Social Democrata (PSD) anuncia, em comunicado, que em Castelo Branco após 3 anos da legislatura da Geringonça de Esquerda, o distrito de Castelo Branco tem os 3 primeiros lugares, no ranking do despovoamento e os 4 primeiros lugares no do envelhecimento, onde a rácio de idosos vai de 600 a 800 idosos por 100 jovens até aos 15 anos.

  • Região
  • Publicado: 2018-12-17 00:00:00

A Distrital do Partido Social Democrata (PSD) anuncia, em comunicado, que em Castelo Branco após 3 anos da legislatura da Geringonça de Esquerda, o distrito de Castelo Branco tem os 3 primeiros lugares, no ranking do despovoamento e os 4 primeiros lugares no do envelhecimento, onde a rácio de idosos vai de 600 a 800 idosos por 100 jovens até aos 15 anos.

“O PSD ainda não sabe onde é que está o secretário de Estado para a Valorização do Interior se continua em Pedrógão Grande, na unidade de reflorestação, ou se está em Lisboa ou em Castelo Branco, apesar do Secretário de Estado já conhecer a nossa posição sobre a localização da Secretaria”. Declara o deputado Manuel Frexes ao Diário Digital Castelo Branco.

“João Paulo Catarino, agora secretário de estado, por quem tenho consideração, estava até agora na unidade de reflorestação, após o fracasso da unidade de missão de valorização do interior. Teve oportunidade de participar no OE de 2019, e aí propor medidas concretas que apoiassem o interior.

Infelizmente ficou se pelos anúncios e piedosas intenções, continuando o interior cada vez mais abandonado e esquecido
Nessa medida estamos perante mais um fracasso e desilusão!

É agora uma evidência que esta nomeação não passa de mais um capítulo da política de fachada, do faz de conta. Como diz o povo” É só para inglês ver”. Conclui Manuel Frexes.

Diz ainda que o Distrito de Castelo Branco tem apenas 20000 alunos quando em 2010 tinha inscritos cerca de 30000 alunos no ensino básico e secundário. No próximo dia 6 de outubro, quando se realizarem as eleições legislativas, iremos ter o menor número de eleitores de sempre.

Já Álvaro Amaro, Presidente da Câmara da Guarda, declarou à Lusa que a instalação da Secretaria de Estado da Valorização do Interior em Castelo Branco, diz que "não tem significado", nem efeito "nenhum". Efeito sim, era que a Secretaria de Estado ficasse em Lisboa e a Direção-Geral A e a B e a C pudessem vir para as cidades do interior. Isso é que é importante. O secretário de Estado e o ministro podem estar em Lisboa, lá é que é a sede do Governo".

Também reconhece que nos últimos meses recuperou-se alguma coisa, nomeadamente "no discurso", mas, face ao atraso em que o interior do país se encontra, é preciso trabalhar-se "com uma velocidade maior". Conclui

PUB

PUB

PUB

PUB