Desporto

Proença-a-Nova: Passeios pedestres são um produto consolidado no concelho

Diario Digital Castelo Branco | 2018-02-21 06:15:00

Os passeios pedestres organizados mensalmente pelo Município de Proença-a-Nova são uma importante ferramenta de divulgação do concelho, não só a nível dos recursos naturais, mas também da sua gastronomia, história, pontos de interesse turístico, das suas localidades e gentes.

O passeio pedestre 150, realizado domingo, 18 de fevereiro, e que juntou 604 participantes, foi a síntese destes objetivos. “O balanço que fazemos deste passeio, enquanto entidade organizadora, é muito positivo até porque do ponto de vista logístico correu tudo conforme planeado”, considera o presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, João Lobo.

Mas, mais do que isso, é a tradução de que os passeios pedestres são um produto consolidado no nosso concelho e é também por isso que estamos a concretizar a Grande Rota da Cortiçada, com 130 quilómetros marcado no território” acrescentou o autarca.

Para assinalar os passeios pedestres realizados mensalmente, iniciativa que começou há 15 anos e conta já com 150 caminhadas, o passeio pedestre Trilhos do Plangaio convidou os participantes a descobrirem a vila de Sobreira Formosa, as aldeias de Ripanso, Giesteiras, Figueira e Pereiro, e a degustarem o plangaio, um enchido feito à base de farinheira e ossos do espinhaço do porco exclusivo das freguesias da zona norte do concelho. Pizza de plangaio, folhado de plangaio, pão caseiro com plangaio e sopa de plangaio foram as diversas formas com que se deu a conhecer o tradicional enchido, mostrando a versatilidade deste produto.

O Grupo de Teatro Váatão apresentou rábulas em diversos pontos, destacando o ciclo do pão e os ratinhos, a música popular e as atividades do campo e uma encenação na aldeia do xisto da Figueira centrada em algumas tradições, histórias e costumes vivenciados noutros tempos. Também a atividade da resina foi recuperada com uma demonstração ao vivo do processo de sangria do pinheiro bravo.

O Grupo de Desporto realizou o aquecimento no início da caminhada e a atividade de slide junto à antiga ponte da Figueira, tendo muitos caminheiros experimentado esta atividade pela primeira vez. No final do passeio, que terminou no pavilhão do Instituto de S. Tiago, 11 produtores da marca Proença-a-Nova Origem possibilitaram que os participantes adquirissem produtos como enchidos (incluindo o plangaio), mel, licores, doces, queijos, hortícolas, filhoses acabadas de fazer, bordados e cestaria.

Foi entregue o prémio ao grupo mais numeroso (76 elementos vindos de Castelo Branco) e ao grupo que veio de mais longe (de Lisboa). “Aproveito para agradecer aos colaboradores do Município e às associações que contribuíram para o sucesso desta iniciativa, pois é também o seu empenho que me permite antever a continuidade dos passeios pedestres a descobrir o que de melhor temos para oferecer”, concluiu João Lobo.

O próximo passeio pedestre realiza-se a 18 de março, continuando a ser percorrido o traçado da Grande Rota da Cortiçada.


Publicidade
Meteorologia
Hoje
Amanhã
Noticias
Newsletter
Publicidade
Publicidade
© Diario Digital Castelo Branco 2018
Política de privacidade e cookies
Desenvolvido por citricweb.pt