Cultura

Idanha-a-Nova: Exposição Migração, em São Miguel de Acha a partir da coleção de Paulo Lopo

Diario Digital Castelo Branco | 2017-12-06 06:16:00

A Casa da Cultura de São Miguel d’Acha abre ao público a exposição Migração, com inauguração no dia 8 de dezembro às 16h. A exposição estará patente até dia 7 de janeiro e abre todos os sábados, domingos e feriados, das 15 às 17h.

Migração é exibida primeira vez em Portugal, depois de ter sido apresentada em Estrasburgo, no contexto do Mercado de Natal. Em 2016 o país convidado para este famoso certame natalício foi Portugal e o Município de Idanha-a-Nova ficou responsável pela sua representação.

Esta exposição debruça-se sobre o tema das migrações artísticas. A partir da coleção Paulo Lopo, reflete-se sobre como as migrações afetaram a obra dos artistas portugueses.

As migrações para fora do país e o contato com outros artistas e outras formas de fazer arte mudaram a criação de muitos artistas portugueses e a sua perspetiva sobre a arte e o mundo.

Essa transformação refletiu-se profundamente no seu trabalho e, com o seu regresso a Portugal, estes artistas trouxeram também inovação artística ao nosso país. As exposições propõem-se a mostrar esta influência da migração, incluindo obras de Maria Helena Vieira da Silva, Nadir Afonso, Mário Cesariny, Manuel Cargaleiro, José de Guimarães, Joaquim Martins Correia, Lourdes Castro, Gracinda Candeias e Júlio Pomar.

Local: Casa da Cultura, São Miguel d’Acha

Data: de 8 de dezembro a 7 de janeiro.

Horário: sábados, domingos e feriados, das 15 às 17h. Visitas guiadas todos os sábados às 15h.

Artistas representados: Maria Helena Vieira da Silva, Nadir Afonso, Mário Cesariny, Manuel Cargaleiro, José de Guimarães, Joaquim Martins Correia, Lourdes Castro, Gracinda Candeias e Júlio Pomar

Curadoria: Mariana Salgueiro

 


Publicidade
Meteorologia
Hoje
Amanhã
Noticias
Newsletter
Publicidade
Publicidade
© Diario Digital Castelo Branco 2017
Desenvolvido por citricweb.pt