Cultura

Sertã: Caminhos da Água a partir de hoje e até dia 22

Diario Digital Castelo Branco | 2018-07-19 06:37:00

De 19 a 22 de julho, os “Caminhos da Água” voltam a passar pela Sertã. Trata-se da segunda edição do segundo ciclo de programação cultural em rede da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo. Abrange os concelhos da Sertã, Abrantes, Alcanena, Constância, Ferreira do Zêzere, Mação, Torres Novas e Vila de Rei.

Nos quatros dias haverá o percurso artístico intitulado “Correspondência: percurso sonoro para o jardim da Serrada” com João Bento, a partir das 16 horas, com partida junto à Casa da Cultura, na Sertã. Na Praia Fluvial da Sertã haverá, nos quatro dias, jogos e histórias com a “Casa das Brincadeiras” às 10 horas e às 14h30m. A programação contempla teatro de rua com “Entremundos PIA” no dia 21 de julho às 18 horas, na Praia Fluvial da Sertã, e “EZ Sub- Projeto EZ” no dia 22 de julho às 17 horas, na Alameda da carvalha, na Sertã.

Os Caminhos da Água, na Sertã, encerram com um concerto na escadaria do Convento com Budda Power Blues & Maria João, no dia 22 de julho, às 21h30m.

Percursos

A criatividade de cinco artistas ganhou caudal com as ideias e partilhas que afluíram das comunidades por onde passaram em residência artística. Depois de recolhidas as lembranças que as gentes de Alcanena, Abrantes, Ferreira do Zêzere, Sertã e Vila de Rei têm dos seus lugares, é tempo de voltar a esses caminhos, num convite para que as populações e os visitantes se juntem aos artistas, encontrando novas paisagens em trilhos de todos os dias. Como uma espécie de processo de fertilização dos solos esquecidos, que querem, agora, germinar memórias coletivas renovadas, numa projeção da visão dos artistas convidados. Na Sertã João Bento dinamizará “Correspondência: percurso sonoro para o jardim da Serrada”.

Casa das Brincadeiras

Diz a sabedoria popular que “em casa de ferreiro, espeto de pau”. Mas na Casa das Brincadeiras não há espaço para dúvidas, Empurro eu, empurras tu, mas todos brincam. E porque os Caminhos da Água são também para os mais pequenos – aqueles por quem se começa a construir o futuro – eles próprios vão ter a possibilidade de criar os alicerces e as pontes desta relação. Para isso, terão a Cidade da Esponja, que lhes promete absorver o tempo, fazendo jorrar alegria em repuxos de criatividade, mas também a Cidade Visível, construída à imagem de cada um.

Entremundos, PIA

Que a morte é uma das grandes questões do Universo, é claro como a água. Aquilo que varia é a forma como caminhamos na vida para chegar a esse destino. A Companhia PIA dedica um espetáculo a esta viagem EntreMundos, o dos vivos e o dos mortos, criando um universo paralelo onde nem a possibilidade de congelar o tempo trava o normal discorrer das vidas, que, como os rios, não têm forma de correr de volta à nascente. Neste espetáculo, porém, todos vão poder voltar a olhar para o mundo na perspetiva de uma pequena criança. Ali, na Praia Fluvial da Sertã, onde a Ribeira Grande corre sem medo em direção ao horizonte.

EZ SUB, Projeto EZ

Deixando-se levar pela corrente dos Caminhos da Água, um submarino terrestre vai percorrer os sete municípios integrantes deste ciclo, com o objetivo de fazer emergir alegria e espanto à sua passagem. Momentos de teatro itinerante com recurso a uma máquina de grandes proporções que vai navegar por entre qualquer mar de gente. E que corre o risco de ficar inundado pelo público que não vai perder a oportunidade de embarcar nesta aventura e tornar-se protagonista de mais uma performance do Projeto EZ.

Budda Power Blues & Maria João

Budda Power e Maria João. Blues e Jazz. Uma união que vai buscar o que há de mais puro em cada uma das partes e resulta num deleite cristalino. Água mole em pedra dura… ou a delicadeza e teatralidade de Maria João num casamento perfeito com a voz rouca e a guitarra elétrica de Budda Guedes. Essa junção improvável é a alma deste The Blues Experience. E a sua energia até poderá ser captada pelos açudes que delimitam uma vila que, orgulhosa da união das forças ribeirinhas que acontece no seu leito, a imprime no seu brasão. O Convento da Sertã será o cenário de uma noite que tem tudo para ser histórica.

CAMINHOS DO MÉDIO TEJO 2018

O “Caminhos do Médio Tejo 2018 – Programação Cultural em Rede” divide-se em três ciclos programáticos, que percorrem os acessos viários da região para chegar a todas as comunidades.

Em abril deste ano, teve lugar o “Caminhos do Ferro”, que acompanhou as linhas ferroviárias. Agora, em Julho, o programa vai por outros caminhos e segue os cursos dos rios. Já a terceira edição, em outubro, percorre as estradas para assistirmos ao “Caminhos da Pedra”.

Criado em 2017 pela Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e os 13 municípios integrantes, este projeto pretende proporcionar encontros em redor da cultura, colocando os recursos e espaços naturais ao serviço das comunidades. Encontros dos artistas com as comunidades, dos residentes com os vizinhos ou com outros visitantes, da arte com o entretenimento e da cultura com a paisagem natural. Mais informação em http://caminhos.mediotejo.pt/


Publicidade
Meteorologia
Hoje
Amanhã
Noticias
Newsletter
Publicidade
Publicidade
© Diario Digital Castelo Branco 2018
Política de privacidade e cookies
Desenvolvido por citricweb.pt