Cultura

Proença-a-Nova serve de inspiração às Belas Artes

Diario Digital Castelo Branco | 2018-11-05 05:53:00

A Praia Fluvial da Aldeia Ruiva volta a transformar-se numa residência artística até 4 de novembro, para receber 31 finalistas de escultura da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa (FBAUL).

A natureza e as paisagens em redor das margens da Ribeira da Isna vão servir de inspiração para deixarem a sua marca artística, em forma de escultura efémera, mas que ficará imortalizada em registo fotográfico. Os artistas estão acolhidos na residência desde 1 de novembro.

João Lobo, presidente do Município, destaca este intercâmbio como “uma oportunidade para estes artistas se inspirarem na riqueza natural do nosso concelho, com a promoção de novas vivências, de outras realidades e sentimentos, num contato direto com os nossos recursos e pessoas, que podem influenciar positivamente na sua cadeia de inspiração para produzir arte com reflexo da ruralidade. É também esta residência motivo de diferenciação para as nossas comunidades que interagem com os artistas”.

Tal como em anos anteriores, os trabalhos documentados serão apresentados aos proencenses. Este ano, a Galeria Municipal recebeu a exposição documental de escultura "Lugares e Caminhos", que retrata as esculturas efémeras que 35 alunos finalistas da Licenciatura de Escultura 2017/2018 da FBAUL fizeram na Praia Fluvial da Aldeia Ruiva, na residência artística que aconteceu em dezembro do ano passado. No dia 26 de outubro, foi feito o encerramento da exposição com a presença dos alunos, professores e do executivo municipal. Estas iniciativas surgem no âmbito do protocolo assinado em dezembro de 2013, entre a Câmara Municipal de Proença-a-Nova e a FBAUL.


Publicidade
Meteorologia
Hoje
Amanhã
Noticias
Newsletter
Publicidade
Publicidade
© Diario Digital Castelo Branco 2018
Política de privacidade e cookies
Desenvolvido por citricweb.pt