Idanha-a-Nova: Estudo nacional defende valorização do Mundo Rural

A apresentação do estudo nacional “Mundo Rural Porque Sim”, desenvolvido pelo investigador, consultor e docente universitário Augusto Mateus, foi um dos momentos altos do Fórum Mundial de Inovação Rural.

  • Região
  • Publicado: 2015-08-05 07:55:55

A apresentação do estudo nacional “Mundo Rural Porque Sim”, desenvolvido pelo investigador, consultor e docente universitário Augusto Mateus, foi um dos momentos altos do Fórum Mundial de Inovação Rural.

Com o objetivo de debater e premiar práticas inovadoras ligadas ao campo, o evento teve lugar na semana passada em Idanha-a-Nova, na Escola Superior de Gestão, entre quarta e sexta-feira, integrado no programa da XIX Feira Raiana.

Augusto Mateus quis lançar “um instrumento de batalha pela valorização do mundo rural e por uma sociedade que não exclua dos seus objetivos a esmagadora maioria dos seus territórios e ativos com maior potencial”.

Este especialista definiu quatro grandes mudanças necessárias para o desenvolvimento do mundo rural: colocar o povoamento no centro das preocupações de ordenamento do território; redefinir a organização municipal e as finanças locais; garantir uma efetiva e adequada valorização dos recursos endógenos; e afirmar o turismo em espaço rural como uma nova oportunidade de desenvolvimento económico e social.

O trabalho envolveu uma parceria entre a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, o Geopark Naturtejo, a Federação Portuguesa de Turismo Rural e a Secção de Municípios de Baixa Densidade e do Mundo Rural da Associação Nacional de Municípios Portugueses.

O presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, realçou a importância deste estudo para “que se conheça a realidade de Portugal e, sobretudo, aquilo que pode ser o futuro do país”.

“É um trabalho em depositamos muita esperança, no qual o mundo rural tem a ambição de desafiar a atual geração qualificada de jovens portugueses a produzir, com muita qualidade e de uma forma diferenciadora”, acrescentou.

O Fórum de Inovação Rural contou com a apresentação de vários projetos empresariais inovadores de base rural, nacionais e internacionais.

A edição inaugural deste evento iniciou com a atribuição do Prémio Inovação Rural à Rede Europeia de Geoparques e Rede Global de Geoparques, sob os auspícios da UNESCO, pelo seu contributo para o desenvolvimento de áreas rurais em todo o mundo, através de estratégias inovadoras que nascem a partir das comunidades locais.

O galardão foi recebido por Charalampos Fassoulas, representante de Rede Europeia de Geoparques e Zhao Zhizhong, a representar a Rede Global de Geoparques.

PUB

PUB

PUB