Região

Ministro do Ambiente em Penamacor com projetos para a Malcata

Diario Digital Castelo Branco | 2018-05-16 12:43:00

O Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, apresentou, no dia 11 de maio, em Penamacor, um investimento de cerca de um milhão de euros para a Serra da Malcata. Para isso, está em curso um projeto que visa a proteção e restauro de espécies e habitats na Reserva Natural. O projeto, que envolve as Câmaras Municipais de Penamacor e do Sabugal e o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), inclui medidas para a proteção de habitats e espécies, nomeadamente através de ações de restauro e conservação, de prevenção e vigilância contra incêndios.

Para o sucesso das ações previstas no projeto é fundamental a concretização de outro projeto complementar que visa a modernização e otimização dos Viveiros Florestais da Malcata para produção de espécies autóctones que serão replantadas nas diversas áreas protegidas de Portugal. Foi, ainda, apresentada a nova equipa do Corpo Nacional de Agentes Florestais (CNAF), constituída por cinco elementos.

Além da apresentação deste projeto de Proteção e Restauro na Reserva Natural da Serra da Malcata, foram assinados os Termos de Aceitação da decisão de financiamento pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) e do protocolo de colaboração técnica e financeira com o Fundo Ambiental. Em execução está também o projeto Linx 2020, que prevê a reintrodução do lince ibérico naquela serra e que envolve as Câmaras Municipais de Penamacor e do Sabugal. O Ministro do Ambiente disse que prevê que o lince ibérico seja reintroduzido na Reserva Natural da Serra da Malcata dentro de quatro anos, estando a ser criadas as condições para que esta reintrodução tenha sucesso.

A apresentação pública destes projetos decorreu em Penamacor e contou com a presença de João Matos Fernandes e da secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Célia Ramos.

O programa terminou com uma visita ao Viveiro Florestal da Malcata, situado no Centro de Educação Ambiental da Sra. da Graça, no concelho do Sabugal.

O Presidente da Câmara Municipal de Penamacor, António Luís Beites, destacou a importância da reintrodução do lince no seu habitat natural de origem, lembrando que este território tem o selo europeu Terras do Lince, reconhecido pela Carta Europeia de Turismo Sustentável, através de uma parceria com os concelhos de Sabugal e Almeida. António Luís Beites defendeu, também, que este é um “território riquíssimo”, adiantando que têm sido celebradas parcerias para que seja uma mais valia em termos turísticos para estes concelhos e para as populações. O Presidente da Câmara Municipal de Penamacor elogiou, ainda, a nova equipa de agentes florestais, considerando que esta é de extrema importância para a prevenção e preservação das áreas protegidas.

No âmbito da prevenção dos fogos florestais para o ano de 2018, a Câmara Municipal de Penamacor esteve também representada, no sábado, dia 12, em Montalegre, na assinatura dos termos de aceitação do apoio à abertura de Faixas de Interrupção de Combustíveis (FIC), do Fundo Florestal Permanente, que contou com a presença do Primeiro-Ministro António Costa.


Publicidade
Meteorologia
Hoje
Amanhã
Noticias
Newsletter
Publicidade
Publicidade
© Diario Digital Castelo Branco 2018
Política de privacidade e cookies
Desenvolvido por citricweb.pt