Região

Perda de população retira 700 mil euros à Unidade Local de Saúde de Castelo Branco

Diario Digital Castelo Branco/Lusa | 2018-12-06 16:09:00

A Unidade Local de Saúde de Castelo Branco (ULSCB) vai perder mais de 700 mil euros no orçamento para 2019, valor imputado à diminuição da população, afirmou à agência Lusa o presidente do conselho de administração.

O orçamento da ULSCB para 2019, no valor de 64,9 milhões de euros, vai sofrer um corte de mais de 700 mil euros, valor que se fica a dever à perda de população na sua área de ação.

"A perda tem a ver, essencialmente, com a perda de população. A ULSCB tem ultrapassado estas situações de perdas, através do contrato-programa que tem com a tutela e que permite encaixar entre quatro a cinco milhões de euros anuais, fruto da boa produtividade dos seus profissionais", explicou o presidente do concelho de administração da ULSCB, Vieira Pires.

Este responsável adiantou que a situação não coloca em causa as obras de ampliação do Hospital Amato Lusitano (HAL), que se iniciaram no dia 03.

"A situação não é crítica, nem põe em causa o tratamento dos doentes assistidos pela ULSCB, nem as obras do hospital que já se iniciaram", sustentou.

Vieira Pires sublinhou ainda que as obras que estão em curso nos centros de saúde da Sertã e de Penamacor devem estar concluídas em fevereiro de 2019.


Publicidade
Meteorologia
Hoje
Amanhã
Noticias
Newsletter
Publicidade
Publicidade
© Diario Digital Castelo Branco 2018
Política de privacidade e cookies
Desenvolvido por citricweb.pt