Castelo Branco: Estudo vai analisar realidade das instituições sociais do distrito

O Governo Civil de Castelo Branco está a patrocinar um estudo para conhecer a realidade das Instituições Privadas de Solidariedade Social do distrito, cujos resultados deverão ser conhecidos em outubro deste ano.

 

  • Região
  • Publicado: 2010-05-18
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco/Lusa
O Governo Civil de Castelo Branco está a patrocinar um estudo para conhecer a realidade das Instituições Privadas de Solidariedade Social do distrito, cujos resultados deverão ser conhecidos em outubro deste ano.

O trabalho, cujos objetivos foram apresentados hoje, pretende dar a conhecer, entre outros aspetos, a capacidade das instituições ao nível económico e na abordagem a novas formas de pobreza.

A recolha de dados começou este mês e consiste num inquérito a 170 instituições do distrito, no estudo no local de 20 instituições e na análise das respostas de solidariedade de outros países, em instituições com alguma semelhança com as portuguesas.

Carlos Medeiros, coordenador do estudo, diz que o chamado terceiro setor "tem de arranjar mecanismos para diminuir a subsídio dependência", encontrando novas formas de financiamento.

"Ninguém põe em causa a importância social de uma misericórdia, mas, se calhar, muito pouca gente tem a noção que as misericórdias e IPSS são nalguns concelhos ainda maiores empregadores que a própria câmara", alerta o coordenador.

Alzira Serrasqueiro, governadora civil de Castelo Branco, diz que não há uma noção exata da realidade social da região e daí a ideia de avançar com o estudo, para que se possam encontrar respostas adequadas.

"As verdades não se devem esconder, vamos ter alguma coragem de procurar os problemas para os poder solucionar", refere a representante do governo no distrito.

PUB

PUB

PUB

PUB