Futebol: Mourinho sofreu maior derrota da carreira, em Nou Camp (0-5)

O português José Mourinho, treinador do Real Madrid, sofreu hoje a maior derrota da sua carreira de treinador, ao ser dizimado pelo FC Barcelona, em Nou Camp, por 5-0.

  • Desporto
  • Publicado: 2010-11-29
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco/Lusa
O português José Mourinho, treinador do Real Madrid, sofreu hoje a maior derrota da sua carreira de treinador, ao ser dizimado pelo FC Barcelona, em Nou Camp, por 5-0.

Em mais de 10 anos de carreira, Mourinho tinha como piores registos cinco desaires por 3-0, um em cada uma das anteriores cinco equipas que havia treinado (Benfica, União de Leiria, FC Porto, Chelsea e Inter de Milão).

A primeira “chapa 3” aconteceu a 05 de novembro de 2000, no Estádio dos Barreiros, no Funchal, onde, ao comando do Benfica, perdeu por 3-0 com o Marítimo, na 11.ª jornada do campeonato luso.

Na época seguinte (2001/2002), Mourinho sofreu dois desaires por três golos, um bem estranho: a 16 de novembro de 2001, para a quarta ronda da Taça de Portugal, no Bessa, os 90 minutos chegaram com 0-0, mas o prolongamento acabou com o triunfo do Boavista sobre a União de Leiria por 3-0.

A meio da época, o técnico luso trocou a União de Leiria pelo FC Porto, ao comando do qual perdeu por 3-0 no Restelo, face ao Belenenses, a 08 de março de 2002, em embate da 26.ª ronda do campeonato luso.

Pelo Chelsea, Mourinho viveu muitas jornadas de glória, mas também sofreu um 0-3, quando, a 11 de fevereiro de 2006, caiu no reduto do Middlesbrough, na ronda 26 da Primeira Liga inglesa.

O último desaire por este resultado tinha acontecido a 04 de março de 2009, na primeira “mão” das meias finais da Taça de Itália. Então, o Inter de Milão perdeu por 3-0 com a Sampdória, em Génova.

Hoje, não foram três, mas cinco, apontados por Xavi, Pedro Rodriguez, David Villa (dois) e o suplente Jeffren, que escreveram também a primeira derrota do Real Madrid sob o comando do técnico português, após 15 vitórias e quatro empates.

PUB

PUB

PUB

PUB