Proença-a-Nova: Cerimónia distinguiu os melhores alunos de 2010/2011

No arranque de mais um ano lectivo, a distinção pública dos alunos que se destacaram em 2010/2011 poderá ser “um incentivo” para que todos os colegas procurem resultados de sucesso. Essa foi a mensagem deixada aos membros da comunidade escolar e familiares que participaram na entrega de diplomas aos finalistas que concluíram o ensino secundário, à qual se associou este ano a Cerimónia de Mérito promovida pela Associação de Pais.

  • Educação
  • Publicado: 2011-10-05
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco

No arranque de mais um ano lectivo, a distinção pública dos alunos que se destacaram em 2010/2011 poderá ser “um incentivo” para que todos os colegas procurem resultados de sucesso.

Essa foi a mensagem deixada aos membros da comunidade escolar e familiares que participaram na entrega de diplomas aos finalistas que concluíram o ensino secundário, à qual se associou este ano a Cerimónia de Mérito promovida pela Associação de Pais.

Dirigindo-se aos dois alunos com as médias mais elevadas na conclusão do 12º ano, a directora do Agrupamento de Escolas de Proença-a-Nova, Maria João Pereira, explicou a decisão do Ministério da Educação de suspender a entrega dos habituais prémios monetários de 500 euros, decisão que foi comunicada à direcção a 14 de Setembro. O Conselho Pedagógico terá agora de elaborar uma lista com as diferentes opções de projectos ou material da escola aos quais esse dinheiro será destinado, para que os dois alunos sejam chamados a decidir. Sublinhando que “não compete à direcção da escola colmatar as lacunas do Ministério da Educação”, Maria João Pereira assegurou que a direcção “irá fazer todo o possível” para recompensar os alunos em causa “por uma promessa que lhes foi feita e não foi cumprida”.

Como tem vindo a acontecer nos últimos anos, a Associação de Pais e Encarregados de Educação distinguiu os alunos que obtiveram a melhor classificação em cada ano, assim como estudantes e projectos com resultados de mérito noutras áreas, como a Cidadania e o Desporto. Como sublinhou a presidente da associação, Carla Mendonça, os prémios “tornam patente o reconhecimento do trabalho, de aptidões, de comportamentos e de atitudes dos alunos”.

Este ano foi introduzida uma nova categoria, “Mérito Conhecimento”, na qual foi premiado um aluno que se classificou em 8º lugar no Campeonato Nacional SuperTmatik (Quiz Matemática). O “Mérito Cidadania” foi para os alunos que desenvolveram o projecto “Mão Amiga”, recolhendo verbas com as quais foi reparado o telhado de uma habitação degradada, enquanto no Desporto foram distinguidas as equipas de futsal feminino (juvenis) e masculino (Infantil B). O treinador da equipa masculina, Gil Dias, associou ao prémio todas as turmas participantes, destacando a continuidade do trabalho e lembrando que em 17 anos foram conquistados 11 campeonatos distritais. 

A terminar a lista de prémios, a direcção da Associação de Pais reservou uma medalha de reconhecimento de mérito para o Agrupamento, tendo em conta os resultados da avaliação externa realizada pela Inspecção-Geral da Educação. Ao apontar alguns indicadores e resultados da avaliação, a Associação de Pais ressalvou o profissionalismo de todos os colaboradores do Agrupamento.

Também a directora agradeceu o trabalho dos professores e pessoal não docente e salientou “o apoio concedido pelo Município para que haja mais e melhor educação”. Maria João Pereira deixou ainda uma palavra aos alunos que terminaram o seu percurso na escola: “O sucesso nasce do querer, de determinação e persistência em chegar a um objectivo. Mesmo não atingindo o alvo, quem busca e vence obstáculos no mínimo fará coisas admiráveis.”

PUB

PUB

PUB

PUB