Vila Velha de Ródão recebeu oficina de poesia para a infância

A Biblioteca Municipal José Baptista Martins, Vila Velha de Rodão recebeu no passado dia 27 de dezembro uma oficina de poesia para a infância, intitulada “Sou do tamanho do que vejo” e dinamizada pela poetisa Catarina Nunes Almeida.

A Biblioteca Municipal José Baptista Martins, Vila Velha de Rodão recebeu no passado dia 27 de dezembro uma oficina de poesia para a infância, intitulada “Sou do tamanho do que vejo” e dinamizada pela poetisa Catarina Nunes Almeida.

A iniciativa contou com a participação de 12 crianças entre os 8 e os 12 anos, que realizaram atividades de exploração do texto poético através do som, da imagem e do texto. Os mais novos puderam assim aprender o que distingue a poesia das outras formas de escrita, nomeadamente como a poesia se distancia do real e se aproxima das emoções. A timidez inicial dos participantes depressa deu lugar à curiosidade, partilhando ideias e arriscando mesmo a escrever algumas frases.

Catarina Nunes de Almeida nasceu em 1982 e é poetisa e investigadora. Licenciada em Língua e Cultura Portuguesa, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, lecionou durante dois anos na Universidade de Pisa e concluiu, em 2012, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, uma Tese de Doutoramento intitulada “Migração Silenciosa – Marcas do Pensamento Estético do Extremo Oriente na Poesia Portuguesa Contemporânea”.

Tem diversos títulos publicados na área da poesia, nomeadamente Prefloração (Quasi, 2006), que recebeu o Prémio Daniel Faria e o Prémio Pen Club Português para primeira obra. Seguiram-se A Metamorfose das plantas dos pés (Deriva, 2008), Bailias (Deriva, 2010) e Marsupial (Mariposa Azual, 2014). É ainda co-autora na antologia Nau-Sombra: os orientes da poesia portuguesa do século XX e Achamento, escrito em colaboração com Marta Bernandes. Em 2016, publicou O Dom da Palavra, uma obra destinada ao público infanto-juvenil.

 

PUB

PUB

PUB

PUB