Criação de empresas em Portugal aumenta 12,2% e insolvências recuam 6,3% em 2018

O tecido empresarial português cresceu 12,2% em 2018, para 45.386 novas empresas, face ao ano anterior, e registou uma redução de 6,3% nas insolvências, para um total de 5.888 empresas insolventes, revelou hoje a Iberinform.

  • Economia
  • Publicado: 2019-01-10
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco/Lusa

O tecido empresarial português cresceu 12,2% em 2018, para 45.386 novas empresas, face ao ano anterior, e registou uma redução de 6,3% nas insolvências, para um total de 5.888 empresas insolventes, revelou hoje a Iberinform.

A constituição de novas empresas em 2018 teve um crescimento de 12,2%, mais 4.921 que em 2017, sendo que os processos de insolvência diminuíram em 6,3% em 2018, menos 396 que no ano anterior, segundo dados da Iberinform, filial da Crédito y Caución especializada em seguros de crédito no mercado nacional e seguros de crédito à exportação.

O número mais significativo de constituições observou-se em Lisboa, com 15.829 novas empresas (mais 15,6%), seguido pelo distrito do Porto com 8.179 empresas (mais 15,1%).

Com valores substancialmente mais baixos surgem os distritos de Setúbal, que totalizou 3.391 novas empresas e um crescimento de 23,4%, Braga (3.274 constituições e um acréscimo de 10,5%) e Faro com 2.492 empresas (mais 10,5% que em 2017).

Apenas seis distritos apresentaram uma diminuição no número de novas empresas constituídas em 2018.

A Horta teve uma diminuição de 16,2%, Bragança uma redução de 10,8% e Portalegre uma queda de 5,8% face ao ano precedente.

No que respeita às insolvências em 2018, Lisboa e Porto são os distritos com os valores de insolvência mais elevados, 1.555 e 1.400 respetivamente, sendo que face a 2017 se verificou uma diminuição de 7,6% em Lisboa e um aumento de 5,3% no Porto.

Os maiores aumentos nas insolvências por distrito verificaram-se em Angra do Heroísmo (mais 90% que em 2017), Horta (60%), Guarda (37,3%), Castelo Branco (20%) e Faro (14,1%).

No acumulado do ano, são oito os distritos com aumentos de insolvências, representando 36,4% dos distritos nacionais e 10% do número total de insolvências no ano transato.

Os distritos que mais viram diminuir as insolvências em 2018 foram Portalegre (27,8%), Madeira (25,7%), Setúbal (25,4%), Évora (24,4%), Viseu (24,2%) e Leiria (23,8%).

PUB

PUB

PUB

PUB