Proença-a-Nova: Festival das Sopas e Condutos regressa a 6 e 7 de Abril

O Festival das Sopas e Condutos regressa no primeiro fim de semana de abril, alternando com o Festival da Adega Típica que se realizou no ano passado. 

  • Economia
  • Publicado: 2019-03-07
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

O Festival das Sopas e Condutos regressa no primeiro fim de semana de abril, alternando com o Festival da Adega Típica que se realizou no ano passado.

Com a transmissão do programa da TVI Somos Portugal, o Município de Proença-a-Nova promove mais uma edição deste festival gastronómico onde durante dois dias, para além da vertente gastronómica, haverá música, animação de rua e boa disposição.

As sopas fazem parte da alimentação tradicional da região, nomeadamente a sopa à lavrador, sopa das malhas, sopa troc troc, sopa de feijão com couve, entre outras, associadas ao trabalho do campo, pois além de ser pratos de sustento eram confecionadas com os ingredientes que abundavam nas hortas. Também a canja de galinha ou a sopa da boda, que eram servidas em ocasiões especiais, como, no caso da canja, para restabelecimento de uma maleita, ou a sopa da boda, onde o ingrediente principal é a cabra e era tradicionalmente servida nos casamentos, batizados e outras festividades, estão inseridas nos hábitos alimentares de outros tempos.

Os condutos são o nome dos petiscos que se acompanham com pão ou broa, tais como chouriço, queijo, azeitonas ou peixe frito, maranho ou pastéis e que ajudavam a compor a merenda, juntamente com as filhós ou as papas de carolo.

Até 20 de março estão abertas as inscrições para todas as associações, artesãos e produtores do concelho, bastando preencher o formulário disponível no site do município e enviar para eventos@cm-proencanova.pt ou entregá-lo em mão no Posto de Turismo.

Recorde-se que última edição estiveram presentes 12 associações com diversas propostas a concurso. A sopa preferida de quem votou foi a Sopa da Pedra da Associação das Atalaias, seguindo-se a Sopa de Peixe da Associação das Giesteiras e a Sopa dos Pobres da Associação de Casais, Montinho e Vale Porco.  Em 2016 foram vendidas 1.600 malgas de sopas, esgotando o kit (composto por um saco de pano cru, a malga, a colher e um guardanapo).

Acompanhe as novidades do evento no site do município ou na página do facebook.

 

 

PUB

PUB

PUB

PUB