BTL: ‘Passaporte’ para visitar Idanha-a-Nova fez furor

O Município de Idanha-a-Nova assinalou a participação na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, de 13 a 17 de março, com a apresentação do Idanha-a-Nova Passport, um projeto inovador de promoção deste Território UNESCO.

  • Economia
  • Publicado: 2019-03-20
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

O Município de Idanha-a-Nova assinalou a participação na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, de 13 a 17 de março, com a apresentação do Idanha-a-Nova Passport, um projeto inovador de promoção deste Território UNESCO.

Segundo a informação a que o Diário Digital Castelo Branco teve acesso,trata-se de um passaporte em formato de livro que concede acesso aos espaços da Rede Museológica de Idanha-a-Nova e permite conhecer de forma integrada o património material e imaterial desta região.

Na maior feira de turismo em Portugal, o presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, adiantou que o Idanha-a-Nova Passport “é um passaporte-convite para conhecer o território de Idanha-a-Nova, numa viagem fantástica por um património natural e histórico-cultural com três distinções da UNESCO”.

O projeto, que é uma parceria entre o Município de Idanha-a-Nova e o operador turístico Grupo Gala, convida a visitar, por um valor de 10 euros, uma rede de seis espaços: o Centro Cultural Raiano (Idanha-a-Nova); o Castelo de Monsanto; o Parque Iconológico de Penha Garcia; o Complexo Monumental de Idanha-a-Velha; o Núcleo Museológico do Azeite/Lagares de Proença-a-Velha; e o Centro de Biodiversidade de Segura/Parque Natural do Tejo Internacional.

Com o Idanha-a-Nova Passport a permanência neste concelho é potenciada, através do acesso a informação sobre a oferta turística, gastronómica e cultural de um território que é Cidade Criativa da Música da UNESCO, Geoparque Mundial da UNESCO, Reserva Biosfera da UNESCO e Bio-Região.

Durante quatro dias, os milhares de visitantes da BTL tiveram a oportunidade de se habilitar a ganhar um destes passaportes e muitos aceitaram o desafio, dirigindo-se ao espaço de Idanha-a-Nova no stand do Geopark Naturtejo. Puderam descobrir mais sobre a oferta turística disponível, mas também degustar um mundo de sabores e de animação musical e cultural, este ano proporcionada pelas encenações medievais da Viv’Arte e pelo Grupo de Cavaquinhos de Penha Garcia.

PUB

PUB

PUB

PUB