Intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura decidida em Idanha-a-Nova

Esta terça-feira, 23 de abril, Idanha-a-Nova teve a honra de ser o município anfitrião do 13º Concurso Nacional de Leitura, na fase intermunicipal da Beira Baixa.

  • Educação
  • Publicado: 2019-04-25
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

Esta terça-feira, 23 de abril, Idanha-a-Nova teve a honra de ser o município anfitrião do 13º Concurso Nacional de Leitura, na fase intermunicipal da Beira Baixa.

Estiveram em competição dezenas de alunos de seis municípios, com vista a apurar os representantes da Beira Baixa no Concurso Nacional de Leitura, através de provas escritas que decorreram na Biblioteca Municipal de Idanha-a-Nova e de provas orais no Centro Cultural Raiano.

Na receção aos participantes, o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, incentivou estes jovens a descobrirem o prazer da leitura e do conhecimento, quer através dos livros convencionais, quer através das tecnologias digitais.

Armindo Jacinto deixou ainda palavras de reconhecimento aos escritores presentes, professores e bibliotecários que ajudam inúmeras crianças e jovens a desenvolver competências de leitura e de escrita.

Na abertura do Concurso de Leitura, o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova esteve acompanhado do coordenador interconcelhio da Rede de Bibliotecas Escolares, Pedro Gomes, que destacou o facto de esta região estar na dianteira dos projetos promovidos pelo Plano Nacional de Leitura.

No concelho de Idanha-a-Nova, em particular, a educação é considerada um investimento prioritário. A estratégia incide na promoção da coesão social, no apoio a famílias e estudantes, no combate ao insucesso escolar, na criação de riqueza e de emprego qualificado, no ensino artístico e na aprendizagem ao longo da vida.

PUB

PUB

PUB

PUB