Castelo Branco: ESART apresenta “Museu da Paisagem: Narrativas e Experiência do Lugar”

O Museu da Paisagem tomou conta da Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART) do Instituto Politécnico de Castelo Branco. Desde o dia 23 de maio que a exposição decorrente do projeto “Museu da Paisagem: Narrativas e Experiência do Lugar” ocupa todo o primeiro piso da ESART, com materiais que vão desde a explicação do projeto, a fotografias e à exibição de quatro diferentes séries de vídeos/documentários.

  • Educação
  • Publicado: 2019-06-03
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

O Museu da Paisagem tomou conta da Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART) do Instituto Politécnico de Castelo Branco. Desde o dia 23 de maio que a exposição decorrente do projeto “Museu da Paisagem: Narrativas e Experiência do Lugar” ocupa todo o primeiro piso da ESART, com materiais que vão desde a explicação do projeto, a fotografias e à exibição de quatro diferentes séries de vídeos/documentários.

A mostra, que fica patente até ao dia 7 de junho, está inserida na sessão de apresentação/ Conferência do Projeto “Museu da Paisagem, Narrativas e Experiência do Lugar”, que teve lugar no dia 23 de maio na Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco.

O projeto, que já todos conhecem pelo seu nome mais curto “Museu da Paisagem”, é um projeto de investigação que junta a Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART) do Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB), a Escola Superior de Comunicação Social (ESCS) do Instituto Politécnico de Lisboa (IPL) e a Escola Superior de Educação (ESE) do Instituto Politécnico de Santarém (IPSantarém), e que teve início em outubro de 2017.

Liderado por uma equipa da Escola Superior de Comunicação Social do IPL, e encabeçado pelo investigador João Abreu, o projeto abrange toda a bacia hidrográfica do rio Tejo e criou um Museu da Paisagem online (www.museudapaisagem.pt). Como parceira no projeto, a ESART-IPCB, desenvolveu o seu trabalho de recolha de imagens fotográficas e videográficas, e realização de vários documentários.

A sessão de apresentação do projeto, nomeadamente do trabalho realizado pela equipa da ESART-IPCB, decorreu durante uma conferência que contou com a presença do diretor da Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco, professor Doutor José Francisco Pinho na cerimónia de abertura. Do programa da conferência fizeram parte várias intervenções, com diferentes abordagens, tendo por base o tema da Paisagem: “A mesma Paisagem diferentes perspetivas” - Isabel Marcos, Investigadora do Projeto Museu da Paisagem - Narrativas e Experiência do Lugar; “Design. Identidade, Território e Paisagem” - Raul Cunca, Doutor em Design de Equipamento; “Encantal – Mundo Natural da Beira Baixa” -  Luísa Ferreira Nunes, docente de Ecologia na Escola Superior Agrária do IPCB e Ilustradora; "Paisagens geológicas como oportunidade de valorização do território UNESCO Geopark Naturtejo” - Carlos Neto de Carvalho, Coordenador Científico do Geopark Naturtejo - Geoparque Mundial da UNESCO.

A apresentação do projeto Museu da Paisagem: Narrativas e Experiência do Lugar, esteve a cargo do professor Doutor João Gomes de Abreu, Investigador Responsável do Projeto Museu da Paisagem - Narrativas e Experiência do Lugar. Fábio Luís, Bolseiro da ESART-IPCB no Projeto “Museu da Paisagem” partilhou a experiência de trabalho durante o desenvolvimento do projeto. A conferência terminou com a projeção de curtas documentais das séries “Filmar a Paisagem”, sob a Curadoria de Inês Ponte/Museu da Paisagem.

O encerramento dos trabalhos decorreu em Vila Velha de Ródão, com um passeio/almoço, no rio Tejo, proporcionado aos participantes pela Câmara Municipal daquela vila. Durante o percurso de barco, Carlos Neto de Carvalho, Coordenador Científico do Geopark Naturtejo - Geoparque Mundial da UNESCO, brindou todos os presentes com uma breve conferência sobre a paisagem em redor.

PUB

PUB

PUB

PUB