Associação Empresarial da Covilhã manifesta apoio na luta contra as portagens

 A Associação Empresarial da Covilhã, Belmonte e Penamacor (AECBP) manifestou hoje "total apoio" às ações de luta contra as portagens nas ex-Scut A23 e A25 e respetivas entidades organizadoras.

  • Região
  • Publicado: 2019-05-14
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

 A Associação Empresarial da Covilhã, Belmonte e Penamacor (AECBP) manifestou hoje "total apoio" às ações de luta contra as portagens nas ex-Scut A23 e A25 e respetivas entidades organizadoras.

"A AECBP partilha da opinião de que o problema das portagens é um problema económico e é um problema social para a região e que as reduções nas portagens aplicadas pelo Governo são manifestamente insuficientes e insatisfatórias para um território que sempre vê adiadas as medidas necessárias e capazes de travar a desertificação e a fixação de pessoas no interior", considera aquela associação em carta aberta.

Assinado pelo presidente da associação, Henrique Gigante, o documento sublinha ser "urgente que o poder central encare a Beira Interior como um território de potencialidades e como uma alavanca da economia nacional" e reivindica "coragem" para se tomarem "as decisões estratégicas que os sucessivos governos, independentemente da cor política, têm adiado".

"Hoje, as empresas da região têm cada vez mais falta de mão-de-obra, escasseiam pessoas no interior do país para produzir e alimentar o resultado das estratégias comerciais que as empresas implementaram, muitas vezes, com os apoios de programas europeus e nacionais", acrescenta a carta.

A associação sublinha que os a introdução de portagens na A23 e A25 representou "um grave retrocesso" e defende que os apoios não podem ser pontuais, reiterando que a abolição, "mesmo que através de reduções progressivas, é uma das chaves primordiais que poderá transformar o interior num motor de desenvolvimento e de ligação à Europa".

Esta posição surge na véspera de mais uma ação de protesto organizada pela Plataforma Pela Reposição das Scut (vias sem custo para o utilizador) na A23 e na A25 e que está marcada para quarta-feira junto à fronteira de Vilar Formoso.

PUB

PUB

PUB

PUB