Fórum “Vê Portugal” em Castelo Branco atingiu a maior participação de sempre

A VI edição do Fórum de Turismo Interno "Vê Portugal", que durante dois dias decorreu em Castelo Branco, atingiu o "maior e mais volumoso" número de inscrições anunciou o presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado.

  • Região
  • Publicado: 2019-05-23
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

A VI edição do Fórum de Turismo Interno "Vê Portugal", que durante dois dias decorreu em Castelo Branco, atingiu o "maior e mais volumoso" número de inscrições anunciou o presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado.

"Atingimos neste fórum o maior e mais volumoso número de inscrições de todas as edições realizadas até hoje", afirmou Pedro Machado, durante a sessão de encerramento da iniciativa anual.

O presidente do Turismo Centro Portugal adiantou que estiveram presentes no Cineteatro Avenida de Castelo Branco mais de 420 pessoas e cerca de 40 oradores.

"É claramente uma aposta ganha. O ‘Vê Portugal' é uma aposta ganha no olhar sobre o mercado interno. Reforçou laços entre agentes económicos, públicos e privados, e entre territórios", considerou.

Pedro Machado adiantou que ficaram por discutir muitos assuntos e temas que, certamente, irão ser abordados em iniciativas futuras.

Já o presidente da Confederação do Turismo de Portugal, Francisco Calheiros, realçou "o momento desafiante" que o turismo vive.

"Os últimos cinco anos foram muito bons. Não estamos num ponto de saturação da atividade turística. Estamos num ponto de viragem", declarou.

Francisco Calheiros deixou ainda uma palavra de apreço ao Fórum "Vê Portugal", uma iniciativa que já conquistou o seu espaço.

O presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia, relembrou a aposta que o município tem feito num setor "onde não tinha uma grande tradição".

"Aprendemos muito com o ‘Vê Portugal' que, a partir de hoje, é para nós [Castelo Branco] uma referência", disse.

O autarca realçou também a aposta e o esforço que o município tem feito nos últimos anos, primeiro com a criação de infraestruturas ligadas ao turismo, e, agora, com uma "aposta muito forte" na área cultural.

PUB

PUB

PUB

PUB