Fórum Penamacor Tem Futuro afinou estratégias para os próximos anos

O Auditório da Escola de Música recebeu, no dia 19 de outubro, o Fórum Penamacor Tem Futuro. Esta iniciativa visou promover o encontro de ideias, projetos, negócios, apoios, incentivos e estratégias que contribuíssem para o desenvolvimento sustentável do concelho de Penamacor.

  • Economia
  • Publicado: 2019-10-22
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

O Auditório da Escola de Música recebeu, no dia 19 de outubro, o Fórum Penamacor Tem Futuro. Esta iniciativa visou promover o encontro de ideias, projetos, negócios, apoios, incentivos e estratégias que contribuíssem para o desenvolvimento sustentável do concelho de Penamacor.

Durante um dia e com uma sala repleta, empresários, IPSS, entidades públicas e privadas reuniram-se para somar energias e afinar estratégias para os próximos anos. As conclusões deste dia de trabalho serão publicadas brevemente, ainda que se frise que poderão haver opiniões divergentes quanto às ilações retiradas.

Segundo informação a que o Diário Digital teve acesso, o programa arrancou com a conferência “Radiografia e potencialidades - Testemunhos na primeira pessoa”, por Rui Gomes, da AMACOR. Seguiu-se o testemunho de José Luís Carneiro, ex-Presidente da Câmara Municipal de Baião e ainda Secretário de Estado das Comunidades, que falou da sua experiência enquanto autarca e membro do Governo Central.

No que restou da manhã, decorreu o debate “As perguntas de quem quer fazer e as respostas de quem quer/deve apoiar”, que contou a presença de Pedro Machado, Presidente do Turismo do Centro, de Fernando Martins, da DRAPC, de António Luís Beites Soares, Presidente da Câmara Municipal de Penamacor, de Mário Rijo, Margarida Nave e Gabriel Almeida, todos representantes da Caixa Geral de Depósitos, de Marília Mateus, da Caixa de Crédito Agrícola, de Rita Silva, da CIMBB - Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa, de Jorge Brandão, representante da CCDR Centro, e de Teresa Magalhães, da ADRACES.

Durante esta conversa/debate, foram colocados problemas e encontradas soluções, entre os detentores do financiamento e quem quer investir. Já da parte da tarde, decorreu a conferência “Caminhos para criar riqueza e fixar/atrair pessoas” (Agrofloresta / Turismo / Outros), que contou com o contributo de António Tomás, Administrador do Instituto Social Cristão Pina Ferraz, de João José Cunha, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Penamacor, e de António José Seguro, da AMARCOR.

A organização do Fórum Penamacor Tem Futuro foi da Santa Casa da Misericórdia, do Instituto Pina Ferraz, da Câmara Municipal e da empresa Amarcor, que decidiram reunir os empreendedores, atuais e potenciais, do concelho para partilhar boas práticas, projetos e somar energias rumo ao desenvolvimento da região.

PUB

PUB

PUB

PUB