Câmara de Penamacor com orçamento de 14,9 milhões de euros

A Câmara de Penamacor vai ter um orçamento de 14,993 milhões de euros em 2020, pouco menos do que os 15 milhões deste ano e que prevê a execução de "obras estruturais", disse à agência Lusa o presidente do município.

  • Economia
  • Publicado: 2019-11-05
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco/Lusa

A Câmara de Penamacor vai ter um orçamento de 14,993 milhões de euros em 2020, pouco menos do que os 15 milhões deste ano e que prevê a execução de "obras estruturais", disse à agência Lusa o presidente do município.

"É um orçamento de execução das grandes obras estruturais do concelho e que já dá o salto para a componente de captação de investimento e fixação de pessoas", afirmou o presidente desta autarquia do distrito de Castelo Branco, António Luís Beites.

O documento foi aprovado por maioria em reunião do executivo, realizada na última semana, com os votos favoráveis dos eleitos do PS e a abstenção do vereador da oposição.

Em declarações à agência Lusa, António Luís Beites lembrou que este é um orçamento "em linha" com os anos anteriores, no qual está inscrita a conclusão de algumas obras que já estão em curso e o lançamento de outras intervenções.

Entre as obras que devem ficar concluídas, o autarca destaca a requalificação da zona histórica da vila, a ampliação da zona industrial e a construção da incubadora para os produtos endógenos de Penamacor.

Junta-se-lhe a reabilitação do Teatro Clube de Penamacor, que deve ser iniciada a curto prazo, ou a intervenção nas Termas de Águas, cujo lançamento deverá ocorrer ainda durante 2020.

Entre as Grandes Opções do Plano, o autarca também sublinha o conjunto de investimentos que o município pretende levar a cabo nas freguesias do concelho e que ronda uma verba superior a meio milhão de euros, bem como o "reforço considerável" no apoio atribuído às juntas de freguesia.

A componente habitacional também está prevista, com a possibilidade de reabilitação de casas do município ou até construção de raiz com vista ao arrendamento ou mesmo à venda.

"É um processo ao qual queremos dar início para criar condições ao nível da atração e fixação de pessoas", acrescentou António Luís Beites.

O autarca garantiu ainda que será mantida a aposta na prevenção florestal e no apoio aos bombeiros locais.

Contactado pela agência Lusa, Filipe Batista, eleito pelo movimento independente "Penamacor um Concelho no Coração", explicou que se absteve na votação visto que a oposição não foi previamente consultada para a construção do documento, tal como está previsto na lei.

Aprovado por maioria, o Orçamento para 2020 seguirá agora para apreciação e votação na Assembleia Municipal.

PUB

PUB

PUB

PUB