Babel assinala 1º aniversário em Proença-a-Nova

A Babel, multinacional que presta serviços tecnológicos a outras empresas, apoiando-as nos seus processos de transformação digital, assinalou a 31 de outubro o primeiro aniversário do Centro de Desenvolvimento de Proença-a-Nova que conta já com 15 colaboradores, objetivo que esperavam atingir apenas no terceiro ano. “O trabalho que vocês têm feito superou todas as expetativas”, referiu, na ocasião, a diretora-geral da Babel Portugal, Ana Castro.

  • Economia
  • Publicado: 2019-11-07
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

A Babel, multinacional que presta serviços tecnológicos a outras empresas, apoiando-as nos seus processos de transformação digital, assinalou a 31 de outubro o primeiro aniversário do Centro de Desenvolvimento de Proença-a-Nova que conta já com 15 colaboradores, objetivo que esperavam atingir apenas no terceiro ano. “O trabalho que vocês têm feito superou todas as expetativas”, referiu, na ocasião, a diretora-geral da Babel Portugal, Ana Castro.

“Vocês estão todos de parabéns e esta celebração é o reconhecimento ao vosso trabalho. A Câmara foi fundamental para este projeto ter sido possível, bem como os responsáveis do Babel Grupo”, referiu. Para além do impacto na economia local, João Lobo destacou o crescimento de massa crítica com a chegada dos jovens licenciados que se estão a instalar na região para trabalhar a partir de Proença-a-Nova para o mundo e a importância da sua chegada para os chamados territórios de baixa densidade. “A autarquia de Proença-a-Nova tem desenvolvido, em parceria, uma estratégia para atrair empresas tecnológicas que fazem a diferença completa em territórios como os nossos”, estando ainda por quantificar este impacto no médio prazo. “Agradeço, de facto, aqueles que primeiro chegaram até nós, em parceria com a OutSystems. Há um elemento comum que faz toda a diferença que são as pessoas”, considerou.

O local onde a Babel se encontra instalada, no Conjunto de Edifícios, vai sofrer obras de remodelação e adaptação para acompanhar o crescimento do Centro de Desenvolvimento de Proença-a-Nova que, neste momento, ainda não está quantificado. Eduardo Martin, diretor de meios do Grupo Babel, falou do desafio da deslocalização da empresa que teve como primeiro escritório fora de Espanha o de Lisboa, seguindo-se países como México ou Marrocos. Atualmente, todos os escritórios da Babel estão empenhados em trazer trabalho para Proença-a-Nova. “Vocês conseguirão crescer fazendo um bom trabalho”, incentivou Antonio Olivo, diretor de operações do Grupo Babel. “O futuro está nas vossas mãos”. A nível mundial, a empresa espera atingir os mil colaboradores no decurso do próximo ano. Depois de apresentar um vídeo sobre o Centro de Desenvolvimento de Proença-a-Nova, em que é visível a boa disposição do grupo, Nuno Leite, coordenador, admitiu ter pensado que seria difícil convencer pessoas de Lisboa a vir trabalhar para Proença-a-Nova, processo que afinal se revelou mais simples. “Também não sei fazer projeções ao certo, mas acho que isto não vai parar tão cedo”.

No início deste ano, a Babel Portugal foi reconhecida pela OutSystems, líder mundial na categoria de plataforma de software Low-Code, como Parceiro Líder em Desenvolvimento de Negócio em 2018, pela utilização da tecnologia Low-Code para desenvolver experiências digitais para novos clientes.

PUB

PUB

PUB

PUB