Estudo de impacte ambiental para projeto da Lusiaves em Oleiros foi aprovado

O estudo de impacte ambiental para a instalação de um aviário para criação de perus em Oleiros, no distrito de Castelo Branco, foi aprovado, disse à agência Lusa o presidente do municipio.

  • Economia
  • Publicado: 2020-01-10
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

O estudo de impacte ambiental para a instalação de um aviário para criação de perus em Oleiros, no distrito de Castelo Branco, foi aprovado, disse à agência Lusa o presidente do municipio.

"Foi aprovado o estudo de impacte ambiental para a construção de um aviário para produção de perus no Estreito [Oleiros]", afirmou o presidente da Câmara de Oleiros, Fernando Marques Jorge.

Em junho de 2019, o grupo Lusiaves tinha anunciado que pretendia criar uma unidade de engorda de peru, em Oleiros, tendo já sido adquiridos os terrenos e estando apenas a aguardar a emissão do parecer da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) relativamente ao estudo de impacte ambiental apresentado.

"Este é um investimento de cerca de 10 milhões de euros, que vai ser feito no Estreito e que vai criar dezenas de postos de trabalho", realçou Fernando Marques Jorge.

À Lusa, o grupo Lusiaves informou, em junho de 2019, que tinha arrancado com três novos investimentos, um em Oleiros e dois em Góis, concelhos afetados pelos grandes incêndios de 2017, um investimento cujo valor global é superior a 18 milhões de euros.

PUB

PUB

PUB