Manuel Cargaleiro homenageado na Covilhã

  • Cultura
  • Publicado: 2019-05-09
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

O pintor e ceramista Manuel Cargaleiro é homenageado, no domingo, na Covilhã, numa iniciativa organizada pela Casa da Cultura José Marmelo e Silva e pela Câmara Municipal da Covilhã.

A autarquia adianta que a homenagem tem início às 15 horas, na Casa da Cultura Marmelo e Silva, na freguesia do Paul, com intervenções do curador deste espaço, Nelson Marmelo e Silva, e dos jornalistas António Melo e António Valdemar.

A iniciativa prossegue depois na cidade, com uma ação marcada para as 18 horas, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com intervenções da vereadora da Cultura na Câmara da Covilhã, Regina Gouveia, e com Fernando Paulouro Neves, curador da exposição "A Essência da Cor".

Para as 19 horas, está marcada uma visita à Galeria Exposições da Tinturaria, onde está exposta a obra de dimensão internacional do homenageado, que exprime a sua relação à raiz originária da Beira.

A homenagem será ainda assinalada por vários momentos musicais, a cargo das Adufeiras da Casa do Povo do Paul e do Orfeão da Covilhã.

Manuel Cargaleiro é natural de Chão das Servas, Vila Velha de Ródão, no distrito de Castelo Branco, onde nasceu em 1927.

"Na sua pintura pode distinguir-se um sentido ornamental e decorativo, a opção pela bidimensionalidade e a negação da profundidade, de tal maneira que o trabalho da tela se confunde com o dos azulejos, na repetição dos quadriláteros, nos azuis, na necessidade de um enquadramento. Nos seus azulejos, impera a espontaneidade da pincelada. Assume-os como obra de arte, datada e assinada. A obra de Cargaleiro representa a extroversão, a luminosidade, o otimismo e a sensualidade do caráter mediterrânico", sublinha a informação do município covilhanense.

PUB

PUB

PUB

PUB