GNR identifica estação de tratamento de águas por descarga ilegal em Castelo Branco

A GNR identificou uma estação de tratamento de água por poluição dos recursos hídricos, através de descarga ilegal de efluentes industriais, no concelho de Castelo Branco, anunciou hoje aquela força policial. 

  • Região
  • Publicado: 2019-10-09
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

A GNR identificou uma estação de tratamento de água por poluição dos recursos hídricos, através de descarga ilegal de efluentes industriais, no concelho de Castelo Branco, anunciou hoje aquela força policial.

Contactada pela agência Lusa, fonte oficial da GNR confirmou que está em causa uma estação pública.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o Comando Territorial de Castelo Branco refere que a estação em causa foi identificada, terça-feira, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Castelo Branco.

"Na sequência de uma denúncia através da linha SOS Ambiente e Território, de uma descarga que gerava uma camada esbranquiçada à superfície e turvava o leito de um ribeiro, poluindo as propriedades agrícolas que atravessa e impedindo o cultivo nas mesmas, os militares deslocaram-se ao local e verificaram uma descarga de efluentes industriais", lê-se na nota.

A GNR especifica que "foi possível apurar que as descargas eram provenientes de uma estação de tratamento de água, tendo procedido à recolha de amostras de água do ribeiro, que desagua no rio Ocreza, que é afluente do rio Tejo".

Esta ação foi acompanhada pela Agência Portuguesa do Ambiente através da Administração da Região Hidrográfica do Tejo e Oeste de Castelo Branco e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Castelo Branco.

PUB

PUB

PUB

PUB