Ródão assinala o Dia do Voluntariado e da Pessoa com Deficiência

O Dia Internacional do Voluntariado e da Pessoa com Deficiência são assinalados em Vila Velha de Ródão, na próxima sexta-feira, 6 de Dezembro, às 17:00 horas com a realização de um encontro na Casa de Artes e Cultura do Tejo, que tem como uma das convidadas a comunicadora e oradora motivacional Mafalda Ribeiro.

 

  • Região
  • Publicado: 2019-12-02
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

O Dia Internacional do Voluntariado e da Pessoa com Deficiência são assinalados em Vila Velha de Ródão, na próxima sexta-feira, 6 de Dezembro, às 17:00 horas com a realização de um encontro na Casa de Artes e Cultura do Tejo, que tem como uma das convidadas a comunicadora e oradora motivacional Mafalda Ribeiro.

Segundo informação a que o Diário Digital teve acesso, a iniciativa é organizada pelo Município de Vila Velha de Ródão através do Gabinete de Ação Social do Município de Vila Velha de Ródão, em parceria com o Banco Local de Voluntariado, o CLDS 4G e os serviços de EMAI do agrupamento de escolas, e visa comemorar Dia Internacional do Voluntariado e o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Este será o culminar de uma semana com várias atividades que visam chamar a atenção da população em geral para estes temas.

O encontro conta com a apresentação de testemunhos de voluntariado e no âmbito da deficiência, sendo uma das oradoras convidadas Mafalda Ribeiro. Licenciada em jornalismo e conhecida do público pela sua participação frequente em programas de televisão e pelas crónicas que escreve em jornais e revistas, Mafalda Ribeiro nasceu com osteogénese imperfeita, a chamada doença dos ossos de vidro, e do alto dos seus 97 cm de altura vem-nos explicar como, apesar das limitações impostas pela doença, é possível ter uma vida normal.

Para falar sobre as questões da deficiência, participa também nesta sessão, cuja entrada é livre, um representante da Associação Educar, Reabilitar, Incluir Diferenças, enquanto que os testemunhos de voluntariado serão apresentados por elementos do Rotaract Club e do Banco do Tempo de Castelo Branco, assim como da Associação Juvenil ProAtlântico e da CASES – Cooperativa António Sérgio para a Economia Social.

PUB

PUB

PUB

PUB