Sporting da Covilhã começa a afixar azulejos de campanha solidária no estádio

O Sporting da Covilhã começa esta semana a afixar os azulejos da campanha solidária que tem em curso para ajudar ao financiamento das obras no estádio, disse à Lusa o presidente do clube da II Liga de futebol.

  • Desporto
  • Publicado: 2019-02-05
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco/Lusa

O Sporting da Covilhã começa esta semana a afixar os azulejos da campanha solidária que tem em curso para ajudar ao financiamento das obras no estádio, disse à Lusa o presidente do clube da II Liga de futebol.

Em vez do muro junto à entrada principal, como estava inicialmente previsto, os "azulejos solidários", que têm um custo unitário de 25 euros e terão inscrito o nome e número de sócio, vão ser colocados nas paredes interiores, junto às portas por onde entram os associados.

"Vão ficar à entrada da bancada central e lateral, no interior das portas 4 e 5, porque é aí que vai ficar a maior parte dos sócios. Uma zona onde podem ser vistos quando entram e saem do estádio", explicou José Mendes.

A campanha, para além de ser uma forma de cada sócio contribuir para a modernização do Estádio Santos Pinto, pretende ser também "um memorial" aos sócios e uma forma de deixarem perpetuada a sua marca no recinto, observou o dirigente dos ‘leões da serra’.

Os azulejos são verdes e brancos, as cores do Sporting da Covilhã, e a campanha continua em curso, numa altura em que falta concluir a remodelação de uma das bancadas laterais.

José Mendes espera que a afixação dos primeiros azulejos "incentive outros a querer ter ali também o seu, com o seu nome".

O muro da entrada principal do estádio, casa do Sporting da Covilhã há 85 anos, para onde inicialmente estava pensada a afixação dos azulejos, em forma de uma camisola gigante, foi colocado com a pedra original visível, com o intuito de fazer essa "ligação ao passado", notou José Mendes.

PUB

PUB

PUB

PUB